>
Olá, seja muito bem-vindo a esse ambiente! Espero que ele possa atender suas expectativas!

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Sindicato APEOC pede apoio e intercessão de respeitáveis instituições


Em face de um profundo silêncio do governador Cid Gomes ou somente birra de Sua Excelência contra a greve dos professores da rede estadual de ensino da Educação Básica, o Sindicato APEOC, preocupado com a situação que se agrava não somente com a suspensão das aulas, mas também em decorrência da não aplicação da Lei Federal que instituiu o piso nacional de salário dos professores e, principalmente, no que diz respeito à obrigatoriedade do Governo do Estado, de readequar o Plano de Cargos, Carreiras e Salários do Magistério à Lei do Piso, a direção desta entidade sindical está solicitando intermediação de várias e respeitáveis instituições com vista a sensibilizar o governador Cid Gomes a reaver a sua decisão que suspendeu o processo de negociação até então existente entre governo e Sindicato APEOC.
A direção do Sindicato APEOC solicitou e formalizou, em correspondência, pedido de intercessão da Ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, que recentemente esteve em Fortaleza; do presidente da Assembleia Legislativa do Estado; do Líder do Governo na Assembleia; do Coordenador da Banca Federal do Ceará, no Congresso Nacional; do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil-Ceará; e mais recentemente, do Arcebispo Metropolitano de Fortaleza. Isto significa que o Sindicato APEOC vem agindo com responsabilidade e reivindicando apenas o que é de direito dos professores. Direito consagrado em Lei Federal que tramitou durante 17 meses no Congresso Nacional e mais 13 meses no Supremo Tribunal Federal, por força de um pedido de inconstitucionalidade argüido pelo governa dor Cid Gomes e mais quatro colegas governantes de outros Estados. Após estes 30 meses, finalmente, o Piso é Lei e Constitucional, com transito em julgado.
A greve dos professores já rompeu uma primeira quinzena, após decisão da categoria, em Assembleia Geral, dia 5/08. Naquela ocasião, a categoria decidiu paralisar suas atividades em face de um comunicado do governador Cid Gomes, informando ao Sindicato APEOC que havia decidido enviar à Assembleia Legislativa Projeto de Lei readequando o Plano de Cargos, Carreiras e Salários à Lei do Piso sem que a entidade, Sindicato APEOC, tivesse participação na redação conclusiva, como havia sido acordado pelo próprio Chefe do Poder Executivo em audiência com os professores. Sua decisão contrariou os profissionais da Educação que reclamam por valorização profissional a partir da implantação da Lei do piso no atual plano de carreira.
Sindicato APEOC
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Página inicial

1 comentários:

  1. Deveríamos receber o retroativo a esses 30 meses. Nada mais justo depois de tamanha protelação do governador Cid e seus coleguinhas.

    ResponderExcluir

Com seus comentários, você ajuda a construir esse ambiente. Sempre que opinar sobre as postagens, procure respeitar a opinião do outro.

Muito obrigado por participar de nosso Blog!

Abraços!

Visitantes no Globo

On line

Total de visualizações

Arquivo do blog

Mais visualizadas do mês

Seguidores