>
Olá, seja muito bem-vindo a esse ambiente! Espero que ele possa atender suas expectativas!

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Câmera super-rápida acompanha bolinha de pingue-pongue


Siga o alvo
Se a FIFA já partiu para a tecnologia para descobrir quando um gol foi realmente marcado, o drama pode ser ainda maior para outros esportes.
É muito difícil ver se a bola realmente estava dentro ou fora no vôlei ou no tênis.
Mas pode ser virtualmente impossível até mesmo ver a bola quando se trata de esportes mais velozes, como o tênis de mesa.
Com sorte, os canais de TV que se preparam para cobrir as Olimpíadas de Londres poderão ter tempo de se valer da tecnologia desenvolvida pelo Dr. Masatoshi Ishikawa, da Universidade de Tóquio.
Ishikawa e seus colegas criaram uma câmera que não apenas é extremamente rápida - como as usadas para gerar as "câmeras-lentas superlentas" - como também consegue travar num alvo e seguir esse alvo sem se descolar dele.
E o alvo pode ser algo tão rápido quanto uma bolinha de pingue-pongue em pleno jogo.
Espelhos móveis
"Esta tecnologia consegue controlar automaticamente os eixos X e Y da câmera para manter um objeto sempre no centro do campo de visão, assim como um sistema de autofoco mantém um objeto sempre no foco," afirmam eles.
Em vez de construir um aparato completo para movimentar a câmera, os pesquisadores japoneses usaram um sistema de espelhos motorizados ultrarrápidos - é muito mais fácil e rápido mover um espelho, com massa menor, do que uma câmera inteira.
Motores de alta velocidade reposicionam continuamente os espelhos em uma fração de segundo, que refletem a imagem do alvo diretamente para uma câmera de 1.000 quadros por segundo - o exemplo mostrado no filme foi capturado com uma câmera de 500 quadros por segundo.
O protótipo tem uma amplitude de movimento de 60 graus, uma distância que pode ser percorrida pelos espelhos em 3,5 milissegundos.
Insetos, aviões e bolas
"Nós vislumbramos o uso dessa tecnologia nas transmissões esportivas, mas também esperamos gravar detalhes dinâmicos de insetos e pássaros em voo, carros, aviões etc," disse o Dr. Ishikawa.
O sistema consegue fazer imagens de alta precisão dos insetos e pássaros em pleno voo, sem jamais perdê-los de vista, algo que certamente chamará a atenção de biólogos e estudiosos de aerodinâmica.
Outros campos de aplicação da câmera super-rápida incluem a robótica, cirurgias médicas e em observações científicas em geral - assim como, é claro, na análise e no julgamento em esportes, seja nos Jogos Olímpicos ou não.
Fonte: Inovação Tecnológica
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Com seus comentários, você ajuda a construir esse ambiente. Sempre que opinar sobre as postagens, procure respeitar a opinião do outro.

Muito obrigado por participar de nosso Blog!

Abraços!

Visitantes no Globo

On line

Total de visualizações

Arquivo do blog

Mais visualizadas do mês

Seguidores