>
Olá, seja muito bem-vindo a esse ambiente! Espero que ele possa atender suas expectativas!

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Francês e americano ganham Nobel de Física de 2012

Serge Haroche (direita) e David J. Wineland (Foto: Colllège de France e NIST/Divulgação)
O Prêmio Nobel de Física de 2012 foi oferecido nesta terça-feira (9) ao francês Serge Haroche e ao americano David J. Wineland por seus trabalhos com "inovadores métodos experimentais que permitem medição e manipulação de sistemas quânticos individuais".

 Eles desenvolveram formas de medir partículas quânticas (de escala minúscula) sem destruí-las, algo que pesquisadores acreditavam ser impossível. Os premiados foram escolhidos pela Academia Real de Ciências da Suécia, que concedeu a eles um prêmio de 8 milhões de coroas suecas (US$ 1,2 milhão). "Eles abriram a porta para uma nova era de experimentação em física quântica", argumentou a Academia Real, "para alcançar a observação direta de partículas quânticas individuais sem destruí-las."

De forma independente, Serge Haroche e David J. Wineland inventaram e desenvolveram métodos para medir e manipular partículas individuais sem destruí-las, preservando a sua natureza quântica, de maneiras que antes eram inatingíveis.

“Para partículas individuais de luz ou matéria, as leis da física clássica deixam de se aplicar e assume a física quântica. Mas as partículas individuais não são facilmente isoladas do seu meio e elas perdem suas misteriosas propriedades quânticas, assim que interagem com o mundo exterior. Assim, muitos fenômenos aparentemente bizarros previstos pela física quântica não podiam ser diretamente observados”, explica a instituição em nota.

Através de seus métodos de laboratório, Haroche e Wineland, juntamente com seus grupos de pesquisa, conseguiram medir e controlar estados quânticos muito frágeis, antes inacessíveis para observação direta. Esses novos métodos lhes permitem analisar, controlar e contar as partículas.

Embora desenvolvidos independentemente, seus métodos têm muitas coisas em comum. David Wineland prendeu átomos eletricamente carregados - ou íons – em “armadilhas”, controlando-os e medindo-os com a luz (fótons). Serge Haroche tomou o caminho inverso: ele controla e mede fótons aprisionados através do envio de átomos por uma “armadilha”.

Ambos trabalham no campo da óptica quântica e estudam a interação fundamental entre a luz e a matéria, um campo que tem progredido consideravelmente desde meados da década de 1980. Para a instituição sueca, seus inovadores métodos permitiram esse campo de pesquisa a dar os primeiros passos para a construção de um novo tipo de computador superrápido com base na física quântica.

A pesquisa também levou à construção de relógios extremamente precisos que poderiam se tornar a base para um novo padrão de tempo, com mais de cem vezes maior precisão do que os relógios atuais de césio.

Fonte: G1
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Com seus comentários, você ajuda a construir esse ambiente. Sempre que opinar sobre as postagens, procure respeitar a opinião do outro.

Muito obrigado por participar de nosso Blog!

Abraços!

Visitantes no Globo

On line

Total de visualizações

Arquivo do blog

Mais visualizadas do mês

Seguidores