>
Olá, seja muito bem-vindo a esse ambiente! Espero que ele possa atender suas expectativas!

sábado, 8 de fevereiro de 2014

Astrofísicos procuram viajantes do tempo na internet

Se você tivesse uma máquina do tempo, você viajaria para o passado para ganhar na loteria? [Imagem: Cortesia BBC]
Durante as férias, o astrofísico Robert Nemiroff estava batendo papo com sua aluna Teresa Wilson, e a conversa derivou para os sites de redes sociais.
Eles se perguntaram: Se houvesse viajantes do tempo entre nós, será que eles estariam nas mídias sociais? Como se poderia encontrá-los? Como procurar por eles usando sites de busca?
Outros teóricos já haviam concluído que é possível detectar máquinas do tempo do futuro que tenham vindo para o presente, mas os dois queriam localizar os viajantes do tempo de forma mais fácil - procurando-os pela internet.
"Nós tivemos uma pequena discussão fantasiosa sobre isso," confessa Nemiroff, que é professor da Universidade Tecnológica de Michigan, nos Estados Unidos.
O resultado foi um esforço divertido, mas sério, para tentar identificar os hipotéticos viajantes do futuro peneirando-os entre os internautas do presente.
Conhecimento presciente
Como não daria bons resultados simplesmente perguntar para as pessoas se elas eram viajantes do tempo, Nemiroff e Teresa desenvolveram uma estratégia de pesquisa com base no que eles chamam de conhecimento presciente - se pudessem encontrar uma menção a algo ou alguém na internet antes que as pessoas pudessem saber algo sobre o assunto, isso poderia indicar que, quem quer que tenha escrito a mensagem, só poderia ter vindo do futuro.
O grupo selecionou termos de busca relacionados a dois fenômenos recentes, o Papa Francisco e o cometa ISON, e começou a procurar por referências a eles antes que eles fossem conhecidos.
O trabalho foi exaustivo: eles usaram uma variedade de motores de busca, como Google e Bing, e varreram o Facebook e o Twitter.
No caso do cometa ISON, não houve menção antes que ele entrasse em cena em setembro de 2012, prometendo ser o cometa do século. E eles descobriram apenas um post em um blog fazendo referência a um papa Francisco antes que Jorge Mario Bergoglio fosse eleito chefe da Igreja Católica em 16 de março, mas o texto parecia mais acidental do que presciente.
Eles também procuraram por "consultas prescientes" que pudessem ter sido feitas nos motores de busca. Sem sucesso.
O futuro pode afetar o passado por meio da "causalidade retrospectiva", defendem alguns pesquisadores. [Imagem: Cortesia Shutterstock/Sam72]
Coisas de tempo... e espaço
Para o seu último e talvez mais engenhoso esforço, os pesquisadores criaram um post em setembro de 2013 pedindo aos leitores para enviar por e-mail ou tweeter uma de duas mensagens até agosto de 2013 (que já havia passado): "#ICannotChangeThePast2" ou "#ICanChangeThePast2" - "Eu não posso mudar o passado" ou "Eu posso mudar o passado", respectivamente.
Infelizmente, o convite ficou sem resposta, e eles não receberam nenhuminsight novo sobre as contradições inerentes das viagens no tempo.
"Nossa pesquisa limitada não deu em nada," comentou Nemiroff. "Eu realmente não achava que pudesse dar em alguma coisa. Mas eu ainda não sei de ninguém que tivesse realizado uma pesquisa como esta. A internet é essencialmente um vasto banco de dados, e eu acho que, se os viajantes do tempo estivessem por aqui, a sua existência já teria sido denunciada de alguma outra forma, talvez postando números vencedores da loteria antes do sorteio."
Nemiroff, que normalmente publica sobre temas menos controversos, como lentes gravitacionais e erupções de raios gama, diz que este esforço não é tão esdrúxulo para ele como alguns poderiam pensar: "Eu estou sempre fazendo coisas no espaço e no tempo. Isto tem sido muito divertido."
Fonte: Inovação Tecnológica
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Com seus comentários, você ajuda a construir esse ambiente. Sempre que opinar sobre as postagens, procure respeitar a opinião do outro.

Muito obrigado por participar de nosso Blog!

Abraços!

Visitantes no Globo

On line

Total de visualizações

Arquivo do blog

Mais visualizadas do mês

Seguidores