>
Olá, seja muito bem-vindo a esse ambiente! Espero que ele possa atender suas expectativas!

terça-feira, 27 de março de 2018

Prof. Paulo Robson é eleito diretor da EEM Santa Tereza de Altaneira-Ce

Foto do perfil do Facebook do professor Paulo. Imagem: Prof. Paulo Robson
O professor Paulo Robson foi eleito Diretor da Escola Estadual de Ensino Médio Santa Tereza em Altaneira com mais de 82% dos aptos a votar. Apesar de ser candidato único para ser declarado eleito se fazia necessário a obtenção de metade mais um dos votos e o comparecimento de pelo menos 60% do colégio eleitoral formado por estudantes, professores, servidores da Escola e pais de Aluno.

Dos 396 aptos a votar compareceram 328, Paulo Robson recebeu 308 votos, 12 votaram em branco e 8 anularam o voto. A abstenção foi de pouco mais de 17% o que representou 68 ausências. Paulo recebeu 93,9% dos votantes.
O processo de votação transcorreu normalmente durante todo o dia de ontem (26/03), foi aberto às 9h e encerrado as 21h. Logo após iniciou-se a apuração dos fotos.

Acompanhamento da apuração. Imagem: Prof. Adeilton
O professor Francisco Adeilton, um dos principais apoiadores da candidatura do professor Paulo acompanhou a apuração e usou as redes sociais Facebook e Instagram para anunciar os resultados parciais e após divulgação do resultado final agradeceu o apoio recebido.

"Venho agradecer a todos e a todas que atenderam ao nosso chamado. Mesmo sendo uma eleição de candidatura única, mas justificamos a importância de termos uma votação expressiva, uma votação que fortalecia nosso candidato e daria credibilidade para seu trabalho a frente da gestão da EEM Santa Tereza", postou.

Adeilton ainda parabenizou o professor Paulo Robson e concluiu “Vamos em frente, teremos muito trabalho pela frente”.

Paulo Robson postou no grupo de WhatsApp do Blog de Altaneira a sua mensagem de agradecimentos.

"Muito obrigado a todos os amigos por cada palavra, gesto ou sentimento. Agradeço demais todo o carinho, empenho e dedicação daqueles que nos apoiaram durante o processo inteiro. Não faltaram amigos para contribuir com esse sucesso, que é de todos nós. Não ousaria citar nomes específicos pois todos vocês foram essenciais, desde os 308 votantes até aquele que estava na torcida. Não havia agradecido antes por causa das regras eleitorais, que me impediam de manifestar qualquer ação nas redes sociais durante o período de campanha. Abraço!", escreveu diretor eleito da Escola Santa Tereza.

Centenas de mensagens de felicitações foram dirigidas ao professor Paulo Robson por colegas de trabalho, estudantes, ex-alunos e professores, em todas as redes sociais.

A posse do novo diretor acontecerá no dia 05/04 durante o Seminpário de Diretores, evento realizado anualmente pela SEDUC anualmente em Fortaleza.

Matéria publicada originalmente em: Blog de Altaneira

Compartilhar:

quarta-feira, 21 de março de 2018

MEC divulga edital do Enem 2018 e anuncia mudanças


Imagem: Inep/Divulgação
O edital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 foi publicado na manhã desta quarta-feira (21) no Diário Oficial da União e traz mudanças para a prova.
Em coletiva de imprensa a ser realizada nesta manhã, o Ministro da Educação, Mendonça Filho, e a presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Maria Inês Fini, explicarão com mais detalhes o que vai mudar.

Mais tempo de prova

Neste ano, os candidatos que participarão do Enem terão 30 minutos a mais para fazer a prova do segundo dia, que reúne conteúdos de ciências da natureza e matemática. Segundo o edital, serão cinco horas para fazer a prova no segundo dia e cinco horas e meia no primeiro dia.

Exame em dois domingos

O Enem, que completa 20 anos em 2018, continuará sendo aplicado em dois domingos seguidos: nos dias 4 e 11 de novembro.
A distribuição das provas não mudou: no primeiro domingo, dia 4, serão aplicadas as provas de Linguagens, Ciências Humanas e Redação, com 5h30 de duração; no segundo domingo, dia 11, serão aplicadas as provas de Matemática e Ciências da Natureza, com 5h de duração.
O exame no domingo normaliza a prova para os sabatistas, que tradicionalmente tinham de esperar até as 19h do sábado para iniciá-la.

Inscrições e isenção de taxa

As inscrições serão realizadas das 10h do dia 7 de maio às 23h59 de 18 de maio deste ano. A taxa de inscrição foi mantida em R$ 82 e o pagamento deve ser feito entre os dias 7 e 23 de maio.
A partir deste ano, a solicitação de isenção de taxa deixa de ser feita durante a inscrição e passa ser realizada com antecedência, entre 2 e 11 de abril, pela Página do Participante.
Serão isentos os estudantes que estejam cursando a última série do ensino médio neste ano em escola da rede pública, ou que tenham cursado todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada e tenha renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio.
Também tem isenção o participante que declarar estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda e que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal . Neste ano, também são isentos os participantes do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) do ano passado.
No mesmo período e no mesmo site, os estudantes que tinham direito à isenção e faltaram aos dois dias de prova em 2017 também deverão justificar a ausência se quiserem fazer o Enem 2018 sem pagar a inscrição.

Remarcação de prova

Segundo o edital deste ano, o participante que tiver problemas logísticos durante a aplicação poderá solicitar reaplicação do exame em até cinco dias úteis após o último dia de aplicação. Os casos serão julgados individualmente pela Comissão de Demandas.
Em 2017, cerca de 3,5 mil estudantes tiveram que refazer as provas em outra data por problemas como falta de energia nos locais do exame.

Direitos Humanos

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) retirou do edital o item que determinava que a redação que desrespeitasse os direitos humanos teria nota zero. No ano passado, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região determinou a suspensão da regra que previa a anulação da redação que violasse os direitos humanos.

Certificação

Desde a última edição, o exame não serve mais para certificar o ensino médio, função que voltou a ser do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

Cronograma Enem 2018


Pedido de isenção e justificativa de falta
2 a 11 de abril
Inscrições
7 a 18 de maio
Provas
4 e 11 de novembro

Enem

Desde que foi criado pelo MEC em 1998 para avaliar o desempenho dos estudantes ao final do Ensino Médio, o Enem é usado como alternativa ou complemento dos vestibulares por muitas universidades brasileiras. A partir das alterações implementadas em 2009, o Enem passou a substituir o vestibular das universidades federais e de outras instituições de ensino públicas e particulares, além de escolas de ensino técnico.
Alguns programas que as notas do Enem podem ser usadas para conseguir uma vaga na universidade são o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Programa Universidade para Todos (ProUni) ou para receber um empréstimo é o Fundo de Financiamento ao Estudante de Ensino Superior (Fies).

Matéria publicada originalmente em: Guia do Estudante Abril
Compartilhar:

terça-feira, 20 de março de 2018

Como o leite de ornitorrinco pode ajudar a combater superbactérias


O leite materno do ornitorrinco contém uma proteína capaz de combater superbactéria. Imagem capturada.
Ornitorrincos são criaturas curiosas. Com bico de pato e pés munidos de esporões venenosos, estão entre os poucos mamíferos capazes de colocar ovos.
Eles amamentam de uma forma completamente diferente dos outros animais - e isso pode fazer com que se tornem aliados importantes dos cientistas no esforço para combater as superbactérias.
Pesquisadores australianos descobriram em 2010 que o leite do ornitorrinco contém uma proteína potente que evita a proliferação desses micro-organismos. O atributo, diz a equipe à frente do estudo, poderia ajudar na luta contra um dos problemas mais urgentes da humanidade: a resistência de bactérias a antibióticos.
Agora, eles conseguiram isolar a estrutura da proteína, para entender como ela funciona, e acreditam que a descoberta possa levar à criação de um novo tipo de antibiótico.
Ornitorrincos são monotremados, um pequeno grupo de mamíferos que podem botar ovos e produzir leite.
Eles não têm mamilos - em vez disso, concentram o leite na barriga e alimentam seus filhotes pelos poros na região. O leite é liberado por eles, como se fosse um "suor", e aí os filhotes são amamentados "lambendo" o líquido da barriga da mãe.
Este sistema de amamentação pode estar ligado às propriedades antibacterianas do leite, de acordo com os cientistas. "Ornitorrincos são animais tão esquisitos que faria até sentido eles terem uma bioquímica estranha", afirmou Janet Newman, da Agência Nacional de Ciência da Austrália (CSIRO, na sigla em inglês), coordenadora da pesquisa.
Acredita-se que mamíferos tenham desenvolvido mamilos porque seria uma forma estéril de conseguir dar leite para seus filhotes sem contaminá-los com bactérias e outros micro-organismos.
No entanto, o leite do ornitorrinco acaba ficando exposto à sujeira de fora, o que deixaria os filhotes correndo risco de serem contaminados por algum agente patológico.
A proteína antibacteriana única que o leite dos ornitorrincos possui é a defesa do animal contra isso, conforme explica Julie Sharp, da Deakin University.
"Nós estávamos interessados em examinar a estrutura da proteína e as características dela para encontrar exatamente qual parte da proteína estava fazendo isso", contou.
"Os pesquisadores encontraram uma peculiaridade que dizem que nunca foi vista em mais de 100 mil diferentes estruturas de proteínas conhecidas pelos biólogos."
Eles a apelidaram de Shirley Temple, por causa de sua forma encaracolada - uma referência à atriz mirim que brilhou nos anos 1930. Newman afirma que a equipe aprofundará os estudos para "buscar informações sobre outras descobertas" nas propriedades do leite do ornitorrinco.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou um relatório em 2014 pedindo urgência na prevenção a uma eventual era "pós-antibiótico", em que as infecções mais comuns que haviam sido facilmente tratáveis por décadas poderiam voltar mais fortes e oferecendo até risco de morte.
A resistência antimicrobiana ocorre quando as bactérias acumulam uma tolerância contra os antibióticos e passam essa resistência para a próxima geração de bactérias, produzindo superespécies.
Segundo o sistema público de saúde da Inglaterra, cerca de um quinto das prescrições de antibióticos são desnecessárias, já que muitos tipos de doença podem ser curados pelo nosso próprio organismo.
Estima-se que cerca de 5 mil pessoas morrem na Inglaterra todos os anos como resultado de infecções "resistentes" a remédios. O leite do ornitorrinco poderia ajudar no combate a esse problema, conforme os estudos dos cientistas têm revelado.

Matéria publicada originalmente em: BBC Brasil
Compartilhar:

quinta-feira, 15 de março de 2018

Cerveja é mais eficaz que paracetamol para aliviar a dor, diz estudo


Imagem: bhofack2 / iStock
Os amantes de cerveja terão um motivo a mais para venerar a bebida. Um estudo recente da universidade britânica de Greenwich sugere que tomar bebidas alcoólicas é mais eficaz para a dor do que tomar analgésicos como o paracetamol.
Ação da bebida alcoólica sobre a dor
Pesquisadores analisaram 18 estudos que incluíram, no total, 404 participantes. Neles, foi constatado que, ao elevar o nível de álcool no sangue a aproximadamente 0,08%, o corpo diminui a intensidade do incômodo em 25%. E, para chegar nesse efeito analgésico, é preciso beber 1 litro de álcool ou dois 'pints' (cada um teria em média 500ml).
"Encontramos uma forte evidência de que o álcool pode ser comparado às drogas opioides, que atuam no sistema nervoso para aliviar a dor, como a codeína. Seu efeito é ainda mais poderoso do que o do paracetamol", disse Trevor Thompson, um dos responsáveis pelo estudo, ao tabloide britânico The Sun.
Os pesquisadores afirmam ainda que esses resultados talvez mostrem o porquê de algumas pessoas com dores crônicas fazerem uso exagerado de bebidas alcoólicas, apesar das graves conseqüências para a saúde com o passar dos anos.
Mas ainda não está claro o mecanismo dentro do organismo responsável pelo efeito analgésico: se o álcool reduz os sentimentos de dor porque de fato afeta os receptores cerebrais ou simplesmente porque diminui a ansiedade, o que também pode fazer com que a sensação de dor não seja tão ruim.
Efeitos nocivos do álcool em longo prazo
Embora a conclusão do estudo pareça ser favorável ao consumo de álcool, os pesquisadores alertam que beber álcool é extremamente prejudicial à saúde e que o achado não é um incentivo ao aumento de sua ingestão. "O ideal seria fazer um remédio sem os efeitos prejudiciais do álcool", diz Thompson.
Se um indivíduo sente dores, o melhor a fazer é consultar um médico de confiança.

Matéria publicada originalmente em: Vix.com
Compartilhar:

quarta-feira, 14 de março de 2018

Stephen Hawking, físico britânico que revolucionou a ciência, morre aos 76 anos.

O cientista usava um sintetizador de voz para se comunicar e uma cadeira de rodas controlada pelo movimento da cabeça e dos olhos. Imagem: AFP
O físico britânico Stephen Hawking morreu nesta quarta-feira, aos 76 anos, segundo informou sua família.
Com sua morte, desaparece um dos cientistas mais conhecidos do mundo e também um dos divulgadores da ciência mais populares das últimas décadas.
"Estamos profundamente tristes pela morte do nosso pai hoje", disseram seus filhos Lucy, Robert e Tim.
"Era um grande cientista e um homem extraordinário, cujo trabalho e legado viverão por muitos anos", afirmaram em um comunicado.
Nascido em 8 de janeiro de 1942 em Oxford, no Reino Unido, Hawking era considerado um dos cientistas mais influentes do mundo desde Albert Einstein, não só por suas decisivas contribuições para o progresso da ciência, como também por sua constante preocupação em aproximar a ciência do público e por sua coragem de enfrentar a doença degenerativa de que sofria e que o deixou em uma cadeira de rodas e sem capacidade para falar de maneira natural.
Hawking usava um sintetizador eletrônico para poder falar, mas a voz robótica produzida pelo aparelho para expressar suas ideias acabou se tornando não só uma de suas marcas registradas como foi constantemente ouvida e respeitada no mundo todo.
Para produzir sua "fala", o físico usava formava as palavras em uma tela com o movimentos dos olhos, também usado para movimentar sua cadeira de rodas.

Casamento e diagnóstico

Filho de um biólogo que decidiu tirar sua família de Londres para deixá-los a salvo dos bombardeios alemães durante a Segunda Guerra Mundial, Hawking cresceu na cidade de St. Albans.
Como estudante, não tardou em demonstrar seu valor. Formou-se com honras em Física em Oxford, e mais tarde se pós-graduou em Astronomia pela Universidade de Cambridge.
O jovem Hawking gostava de montar a cavalo e de remar.
Mas aos 21 anos tudo mudou. Ele começou a notar que seus movimentos eram cada vez mais desajeitados e foi diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), uma doença neuromotora.
Os médicos disseram que ele não viveria mais do que dois anos.
Quando foi diagnosticado, planejava seu casamento com Jane Wilde, sua primeira mulher.
"O compromisso me salvou a vida, me deu uma razão para viver", contou o físico anos mais tarde.
O casal teve dois filhos.
Hawking desafiou todos os prognósticos e a doença avançou mais lentamente do que o previsto, mas com os anos acabou o deixando somente com movimento em dois dedos e em alguns músculos faciais.
Isso não impediu que seguisse trabalhando em suas teorias, divulgadas em livros e eventos públicos.
Em 1988 ele havia completado sua obra "Breve História do Tempo", que se converteu em um sucesso absoluto no mundo todo, com mais de 10 milhões de cópias vendidas.

Suas teorias

Hawking havia demonstrado que a paixão à qual dedicou toda sua vida, estudar as leis que governam o universo, também poderia ser atraente para o grande público.
Ele conseguiu que sua deficiência se convertesse em uma das chaves de sua obra científica. Quando perdeu a mobilidade dos braços, se empenhou em ser capaz de resolver os cálculos científicos mais complexos somente com a mente, sem anotar equações.
Logo começou a propor teses revolucionárias que questionavam os cânones estabelecidos.
Uma de suas afirmações mais ousadas foi a de considerar que a Teoria Geral da Relatividade formulada por Einstein implicava que o espaço e o tempo tivessem um princípio no Big Bang e um fim nos buracos negros.
Em 1976, seguindo os enunciados da física quântica, Hawking concluiu em sua "Teoria da Radiação" que os buracos negros - as regiões no espaço com tamanha força de gravidade que nem a luz pode escapar delas - eram capazes de emitir energia e perder matéria.
Em 2004 revisou sua própria teoria e chegou à conclusão de que os buracos negros não absorvem tudo.
"O buraco negro só aparce em uma silhueta e depois se abre e revela informações sobre tudo o que havia caído dentro dele. Isso nos permite verificarmos o passado e prever o futuro", disse o cientista.

Ainda mais breve...

Hawking teve um papel fundamental na difusão da Astronomia em termos fáceis de comprender para o público geral.
Consciente de que seu livro havia vendido muito, mas lido inteiro por poucos, devido à sua complexidade, Hawking publicou uma versão mais curta e de leitura mais fácil da já "Breve História do Tempo".
O físico tentou por todos os meios que as pessoas comuns se aproximassem dos mistérios do universo, e em busca desse objetivo não duvidou em recorrer ao humor.
Em uma aparição que ficou famosa no desenho de televisão "Os Simpsons", o cientista advertia Homer de que roubaria sua ideia de que o universo tem forma de rosca.
Outra mostra de sua relação com a ironia está presente em sua própria página na internet, com piadas contadas por ele mesmo.
"Quando tive que dar uma conferência no Japão, me pediram que não fizesse menção ao possível colapso do universo, porque isso poderia afetar as bolsas de valores", escreveu.
"Porém , posso assegurar a qualquer um que esteja preocupado com seus investimentos de que é um pouco cedo para vender. Ainda que o Universo acabe, isso não deve ocorrer dentro de ao menos 20 bilhões de anos", concluiu.
Compartilhar:

quinta-feira, 8 de março de 2018

Físicos querem transportar antimatéria em uma caminhonete


O contêiner de antimatéria será formado por solenoides supercondutores, envolvendo a armadilha de antimatéria propriamente dita, uma câmara de alto vácuo e um sistema de detecção dos antiprótons. Imagem: A. Corsi/CEA
Transporte de antimatéria
Físicos do CERN, a entidade que coordena o acelerador LHC, propuseram-se um objetivo que, alguns anos atrás, pareceria ficção científica - e, alguns anos a mais rumo ao passado pareceria mesmo impossível.
Eles querem construir um recipiente, enchê-lo de antimatéria, e transportá-lo de um laboratório para outro dentro de uma caminhonete.
Este projeto é o principal objetivo da colaboração internacional PUMA, sigla em inglês para aniquilação de matéria antiprotônica instável.
Fabricação e transporte de antimatéria
A equipe já tem uma "fábrica" de antimatéria, onde já produzem alguns nanogramas de antiprótons, ou anti-hidrogênio. E também já construíram tanques e armadilhas para prender a antimatéria por períodos muito curtos.
Mas o novo projeto é muito mais audacioso, devendo resultar em um tanque de antimatéria capaz de acondicionar pelo menos um bilhão de antiprótons e mantê-los guardados - impedindo que eles se aniquilem ao se chocar com prótons - durante pelo menos uma semana.
Num primeiro momento, o contêiner de antimatéria será enviado para um laboratório próximo a bordo de uma caminhonete, onde os físicos estão estudando grandes átomos radioativos. Para isso, eles querem disparar antiprótons nesses átomos e então estudar as partículas resultantes depois que ambos se aniquilarem, gerando uma emissão de raios gama.
Depois que a tecnologia for testada e aprovada, a intenção é fornecer antimatéria sob demanda para qualquer laboratório ao redor do mundo.

Matéria publicada originalmente em: Inovação Tecnológica
Compartilhar:

segunda-feira, 5 de março de 2018

A física por trás de um dos gols mais espetaculares de Roberto Carlos


Imagem Capturada.
Vinte anos atrás, Roberto Carlos fazia um dos gols mais espetaculares da história.
O lateral-esquerdo do Real Madrid corre atrás de uma bola prestes a sair pela linha de fundo.
Mas, antes disso acontecer, quase sem ângulo, ele vira todo o corpo e chuta a bola com o pé esquerdo.
O que parecia ser uma bola fora, se curva no meio do caminho e balança as redes.
Mas a física pode explicar o que aconteceu?
O gol de Roberto Carlos contra o Tenerife não seria possível sem o Efeito Magnus.
"O Efeito Magnus que pode ser visto no gol de Roberto Carlos é a pressão de uma força lateral em um objeto que está se movendo e rodando no ar", diz o físico espanhol Ernesto Blanco.
"A força aumenta à medida que a rotação cresce ou se o objeto está se movendo mais rapidamente. Também depende da densidade do ar".
"Será um pouco maior em lugares onde o ar é um pouco mais denso", completa.
Roberto Carlos chutou a parte interna da bola com a parte externa de seu pé esquerdo fazendo com que ela girasse em sentido anti-horário.
Um dos fatores que torna este gol especialmente impressionante é o fato de que a bola está se movendo
Ao cobrar faltas, Roberto Carlos consegue criar o mesmo efeito, mas neste caso, ele está se movimentando muito rápido - e a bola, também.
"O cálculo exato de como chutar a bola onde ele quer é muito mais complicado - há muitas variáveis em jogo", explica Blanco.
Com uma velocidade de 112 km/h, a bola se curva 1 metro de sua trajetória esperada, formando um arco imprevisível - pelo menos para o goleiro!
Este, no entanto, não é considerado o "gol impossível" de Roberto Carlos.
Em 1997, o lateral-esquerdo acertou um chute de muito longe durante partida contra a França. O gol ficou conhecido como ‘O Gol Impossível’ e gerou diversos estudos que explicavam a força e a trajetória da bola até o fundo das redes.

Matéria publicada na íntegra e vídeo explicativo em: BBC Brasil
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Página inicial

Visitantes no Globo

On line

Total de visualizações

Arquivo do blog

Mais visualizadas do mês

Seguidores